quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A vida se engana


                                A vida se engana


                   Lamento-me da mão não estendida
A balada não concluída
A atenção            mau compreendida
Lamento por tudo que não vivia
amizade não concebida

chorava e me inrrustia
jamais esquecia da vida que perdia
por tudo que não fiz restou lamentação
lembrei-me tudo o que fazia
no momento de solidão
a vida mau vivida escolhida por opção
lamentei-me novamente invão
lamentar é minha redenção e jamais arrependimento tomara meu coração
O que foi feito foi feito, por instinto, por vontade até mesmo por opção
O impulso do querer pela própria satisfação
O mortal só tem a vida como opção, pois a morte e a certeza que não nos cabe lamentação


15/11/07
Autor : angrei fiel

Nenhum comentário:

Postar um comentário