terça-feira, 28 de setembro de 2010

VOLTEI

VOLTEI

Ocorre por um instante na maior pequenez de um momento talvez com duração do primeiro milésimo de segundo ate o segundo milésimo eternizando em uma reflexão  complexa e verdadeira de um consciente totamente inconxientizado do fim ao qual não se justifica por seus meios foram alguns anos rendidos ao sistema e a lavagem cerebral de alguns momentos de revolução ,mas em maioria de escravidão a um sentimento de achar saber oq jamais saberei e assim voltei
O fim único e concreto da humanidade claro e percebido  em um relógio eskecido
O tempo.
Passa, voa, evapora, demora
As escolhas erradas, corretas, coerente e incoerentes
E o tempo ?
Passa , voa , evapora, demora
As confusões, os entendimentos ,os encontros e desencontros
E o tempo ?
Passa voa evapora demora
A fome, o alimento, o sonho e pesadelo
E o tempo ?
Passa voa evapora demora
 Dinheiro, religião, opinião e oposição
E o tempo ?
Passa voa evapora demora
Segundos, minutos ,horas,dias,meses, anos,décadas milênios,séculos e eras
E o tempo ?
Passa voa evapora demora
Dor,sofrimento risos e alegrias
Eo tempo ?
Passa voa evapora demora
Valores ,conceitos,filosofias , posturas
Eo tempo ?
Passa voia evapora demora
Madrugada ,Manha, tarde e a noite
E o tempo
Passa voa evapora demora
Avos ,Pais,filhos e Filha,família
E o tempo
Passa voa evaopra demora
Morte ,vida, encarnação, renascimento
Eo tempo
Passa voa evapora demora
Eo tempo?
Qual tempo ?
Q tempo ?
No nosso pouco tempo faça tudo no seu tempo sendo dono do seu tempo qual vc ker qual vc escolhe
 o tempo passa , as vezes voa em muitos evapora e em poucos bons momentos ele demora
qunado passar por todo o tempo ele se complementa por mais um tempo neste próprio tempo já se passa voa evapora ou demora

Verdades e inverdades

Verdades e inverdades

As lagrimas que choram a perda são as mesmas que gotejam a satisfação
Salgadas, liquidas, incolores materializam a dor da emoção
Em suas formas arredondadas e claras
Escorrem livres pela superfície da faci
Sua força és única, na construção e na destruição do sentimento
Nas verdades e nas mentiras de quem as vê, não há quem por elas não possas se comover
Forte e incisiva comove a verdade e engana a mentira
Estas expressão, a dor e alegria de inverdades e mentiras de quem nela acredita
                                                                          

Um, dois, trez e trêz , dois , um

Um, dois, trez e trêz , dois , um


A importância do trio ao nascimento do único
Unido pela dualidade de opostos, geram o único sentido a dualidade
 O fato reverencia ao momento
A situação provem de uma atitude
O instante é um momento relâmpago de uma ação rápida, única, inédita passada ou futurísticas, que torna-se a mima atemporal
Jeito único...atitude emotiva...as lagrimas passadas...discussões relâmpagos
Situações de vida
Passadas e vividas
Tempos de vida
De sorrisos e lagrimas vivenciado por emoções

Teatrando

Teatrando

“Sinto-me deus em seu conhecimento
Um pobre coitado no que se refere a matéria”

Sexta-Feira

Sexta-Feira


Eufórico estou
Ansioso pra ver o que ontem diante de mim se passou
Na fase de entender o que causa a dor
Falei de amor
Associa-o a dor
Ferida cicatrizante, cicatrizada sempre aberta e nunca fechada
Palavras ressentidas ou reprimidas
Idéias libertas de valores e conceitos morais
Tudo reprimido e contido
A proximidade da intimidade exterioriza a intensa ânsia de a possuí-la
Sem noção de tempo, passado, presente
Desinteressado no que se vive
Egoísta diante de um próximo
A Cegueira domina a alma
O corpo pede pelo pecado carnal e peca pelo sentimental
Não há atitudes e talvez nunca aconteça
O que existe é sentimento talvez sem dualidade
A timidez irritante refletida em respeito árduo e belo
Transforma a ferida em uma cicatriz que jamais deixará a sua marca na pela 
Assim viveremos sabendo ...
Que talvez poderíamos ter deixado tudo e atropelado nossos valores
O que eu sei é que Foi uma Sexta-feira


Sensível estou e isso sou

Sensível estou e isso sou
Em vida deslumbro o que nasce
Eufórico acompanho o percurso
Na morte humanizo minha reação
Como superior induzo-me meus sentimentos
Fazendo-me refém das emoções
Cegamente ditador
 Da vida se faz a morte e da morte se faz a vida
Sendo nestas se faz a arte

Sempre

Sempre

Quando eu deixar este mundo gostaria de saber o que sempre vai ser, querer acordar num tempo onde jamais haverá o esquecer
Das dificuldades sofridas poucas saudades vai haver
Dos amores vividos jamais vou esquecer
Sempre amarei por entre séculos que houver e se assim acontecer
Na volta para a terra de você jamais vou esquecer
O sempre eternizado no infinito das palavras justifica a única verdade das varias A mim contadas
Humanizaram o sentimento e materializaram a inverdade
Eternizo o sentir no sempre q sempre vai ficar
T.amo
T.amei
Sempre vou te amar

"SANDALO”

SANDALO”
10/09/05 horas:21:09


Era uma vez ....em um lugar, bem , bem , mas bem longe, a muito, muito,muito tempo atraz um caçador em sua ignorância vivia uma vida... Opa ! espera ai ! vou atualizar
Era uma vez a muito tempo atraz ou ontem talvez, também um rapaz, este por sua vez possuía um machado e com seguidos movimentos ele cortava uma arvore e detonava todas as plantas que tinham a sua volta, utilizava de seu trabalho uma forma de descarregar toda a sua ira pela situação de sua vida e pelas pessoas que o incomodavam até q ...diante daquela devastação a qual ele fazia começou contrair as narinas, pois acostumado com o cheiro da madeira crua e dos fiapos de arvore que espirravam em suas narinas e do mato molhado ao qual estava acostumado, nunca foi capaz de notar a destruição na qual ele causava também tinha uma coisa boa...pois ele sempre respirava um dos ares mais puros do universo, ele era um ladrão de oxigênio, mas um ladrão diferente digamos, pois era condenado como um culpado de um crime culposo, crime sem intenção !...mas vamos p/ a historia o tal sujeito, não perai ! vamos dar um nome para ele !...Hum ...vamos ver que tal Paulo ? A não, não vai pegar ainda mais com a historia de ter um tal de Maluf ! não melhor não! vamos tentar um outra ! já sei ! Zé isso mesmo, pois então Zé era um ignorante inteligente, aquele tipo que sabe tudo, mas  nunca consegue nada  , tem filosofia de vida ! É isso mesmo ! Ele diz que tem filosofia, mas trabalha de ...sei lá o nome de quem faz isso! Não é querer discriminar, pois todo trabalho tem a sua importância basta ser feito com dignidade e acho que o tal Zé era um cara digno. pois ele é chique é um gênio ! Só ta na merda porque o governo é uma bosta ! È... é foda agente sabe como é isso! Governo ! Governo! Mas a quanto tempo o governo é assim ?! A tá! A tempos..
.mas vamos voltar então o tal Zé era o cara, era o Zé ! nome que ao ouvirmos sentimos um certo sentimento dentro do peito, parece que dá dó né ?! é ! então dó...ai está, sentimos dó ! Do tal Zé pelo nome ! É um nome de coitado...! Etá povo! Só este povo mesmo para sentir dó ! É como dizem brasileros são receptivos e tem compaixão imaginem só compaixão porque o cara tem o nome de Zé...é este é o pais do futuro ! Futuro ?! Mas quando é futuro ? amanhã já é futuro? Engraçado meu avó contou para meu pai que contou pra mim que o Brasil é o pais do futuro...é !! A e eu estava esquecendo de falar quem espalhou isso que o Brasil é o pais do futuro foi um presidente das antigas ai ...! Acho que foi um tal de Getulhio (Vargas) mas é estranho ele tinha uma forma de ver o futuro diferente, era o militarismo ,,,é mas pensando bem eu sou um Brasileiro e cai entre nós algo de bom deve ter neste tal militarismo ! Deixa eu pensar aé já sei acho que o tal Getulhio tinha uma visão futuristica sim ! Olha aqui vejam bem ele deve ter conhecido algum Zé na época dele ..é Zé esses caras que são inteligentes e tal...ai ele deve ter pensado vou começar a fechar tudo  ninguém opina mais, vamos ficar em silencio, isso era a tal da ditadura , talvez ele sabendo que nós eramos o pais do futuro ele resolveu vamo fechar tudo para a galera ficar de boa e quando o futuro chegar ai nois domina tudo e vocês sabem porque ?! Porque! Nois é Brasil, mano!
É é vocês ri né! Mas e o tal Zé !Tá ai tadinho né! É Zé, Zé esse é o Zé etá povo que senti a dor do próximo, todos tem pena do Zé! Mas ele odeia pena ! Pois ele tá assim por causa do sistema, sistema este que ele eu e vocês fazemos parte, sistema do pais do samba, sistema do pais das belas morenas de quadris formosos, sistema de alegria, onde o futebol é festa do rico e a alegria do pobre sistema onde o carnaval aparece para os gringos e o pais é carnaval !(silencio)
Sistema onde o pobre fica mais pobre, sistema onde a saúde é precária, sistema onde a lei funciona pra alguns, sistema do pais do futuro sistema da indiferença este é o sistema, este é o sistema de democracia, então vamos culpar! Vamos achar culpados! É fácil de achar ! É fácil de acusar, mas como provar!? Qual é a diferença do tal Getulhio para o tal Sistema de hoje !? Sinceramente !? Eu não sei ! Talvez alguém possa me dizer, pois somos o pais do futuro então sendo assim, na era do tal Getulhio eramos futuro e a atual situação é a era ...?! Eu não sei, mas sinto dó do tal Zé! É mesmo vocês pensam que é mentira, mas é fogo o Zé! É quantos Zés temos que ter compaixão !? Quantos Zés vemos no dia a dia ? Quais são os tipos de Zés que encontramos ? Zé, este é o cara ! Zé Genuíno! Ele também fala do pais do futuro ! Tanto pensou no futuro do pais que a te arrumou dinheiro para toda sua geração durante uns bons 30 ou 40 anos! Aé então é isso ! já sei porque dizem futuro, eles entram para a política pra fazer o pais do futuro para as próximas e próximas gerações de suas famílias tô entendendo a política é por isso !!!!???? ou ñ ? !...ai e olha o Zé lá ! Ele até sorri, pois Zé culpa a política, mas ele é cheio de filosofias olha lá o Zé! E Zé prega uma das sua ai!
– Bom sou um cara apolítico !
Nossa o Zé é culto olha a palavra que ele usa !
– A guerra é contra o sistema, este sistema é falido...
Mas ai perguntamos para o Zé em quem ele votaria?
Ele diz:Zé – Eu vou votar em alguém porque senão o meu voto vai para um qualquer e estarei  dando as mãos para este sistema, então preciso ser um esquerdista ...não posso fazer a revolução, mas já revoluo dentro de mim
Ai está o Zé este é o Zé que linguajar, que postura é o tipo que precisamos deixar aflorar dentro de nós ! então Zé !? p/ quem vai seu voto?
– É como eu disse esquerda sou da esquerda
E então...?
– Sou Maluf, mas antes de me criticar posso explicar é um cara que fala bem...tem postura
Pode representar bem a nação e alem do mais
Hãm diga Zé não se intimida, vamos diga
– Não estou intimidado, isso não existe sou um cara que acredita no existencialismo e prego o markxismo ...o proletariado batalha contra o sistema e a burguesia não pode imperar,  por isso o Maluf é o único que será uma possível esquerda
Mas você não viu as acusações sobre ele?
– Foi comprovado ? Então ! E tem mais todos fazem, todos desviam...
É este é o pais do futuro !
– Ele rouba mas faz!
Ai boa Zé ! Boa ! O  Zé é o cara, mas como eu dizia no inicio era uma vez a muito, muito tempo o Zé é um cara muito, muito antigo é ! Brasil (entra musicas comemorando o tetra com a voz de Galvão Bueno gritando é tetra é tetra o Brasil é tetra campeão do mundo, toca musica do Airton Senna, mostra festas do carnaval e depois houve-se reportagem de algo do tipo não tem luz no maranhão água encanada não chega a saúde esta ruim e coisa do tipo, tudo em reportagem)
É mas como eu dizia era uma vez um cara que não sei o nome um cara tipo inteligente mas ignorante sabe ? Aquele tipo que sabe tudo, mas só não consegue ajeitar a própria vida um dia ele estava na mata cumprindo o seu dever de limpar o local até que deparou-se com um cheiro que causou uma contração em suas narinas, pois acostumado com cheiro de mato ele sentiu um cheiro diferente este cheiro partia de uma planta que ele cortava a machadadas, aquele novo cheiro não era ruim, mas para ele não era possível sentir prazer naquele cheiro, então ele um rapaz inteligente colocou na cabeça que o odor o importunava  até que começou a disparar enxadadas na plantinha e a cada enxadada a planta soltava mais odor e perfumava o ambiente a cada força que ele colocava a planta deixava o ambiente cada vez mais cheiroso então o tal rapaz parou diante da flor e já sem força fez uma pergunta para a flor PORQUE ? Porque faz isso comigo!?( fazer algo p/  deixar o local todo cheiroso) 
E assim se sucedeu a minha historia era uma vez ...era uma vez um sândalo que a cada machadada do rapaz furioso deixava no ar todo o seu perfume a cada machadada em seu dorso já sem força perfumava o ambiente e já sem ar e caídas a terra e em uma faze de pós vida deixava no ar todo a sua beleza transferida em olfato e diante da força ela mostrava a beleza a perfeição!
                                                          FIM.

Runido (gato)

Runido (gato)

 A Divindade perfeita  única da maior beleza que a nós foi materializado de forma simples e pura
A vida és bela, única , inédita no individual, dela deriva-se a tal humanidade criadora da certeza de uma divindade superior a matéria e existencia espiritual, genitora do bem que nos proporciona emoções e sentimentos imediatistas desprovidos
de quais quer apegação
Somos por ela manipulados
Viveremos instantes e momentos q so atravez dela podemos ter
A divindade da vida nós tormna deuses  e chefes de um destino, A perfeição de sentimentos e emoções que dela proven jamais elimina a consciência da divindade
A certeza do livre arbítrio a que nos permitimos torna-nos vitimas de um destino único e certo da fatalidade sempre consciente que esta perfeição em único momento inedito como na sua própria criação...a nós restou a ilusão e a certeza do vitimado momento , uma doença , uma violência, um tropeço, um engasgada  com a própria saliencia de uma saliva por nos desenvolvida ou a fatalidade fútil que antecede um gesto de amor
De um momento não compreendido, assim se dá a talvez certeza incerta da continuidade da vida...seremos vitimas
Nós deuzes materializados em carne resta-nos a lamentação de seres humanizados , privilegiados pelo amor descontentes com o tal fato destinado ao nascimento
Resta-nos incompreensão consciente imediatista e perfeita da divindade (vida)e a espiritualidade aceitável de um fim da matéria a um oculto eternizado, que deuzes de carne são incapazes de compreender

Surto

Surto

Elas podem machucar, podem ferir, pode entristecer e até magoar sua força
Não tem definição quem ouve sente de um jeito próprio e único
 Quem fala deseja apenas falar .
Meus olhos lacremejaram
meu coração acelerava
 a sensação era de que nada é maior que aquele momento
 nada é maior do que aquela situação
parecia que eu sabia quilo que procuramos e não conseguimos encontrar, pois nem sabemos o que estamos procurando
mas eu sabia
eu sabia todo o saber ,
eu não tinha perguntas muito menos procurava resposta
 tudo limitava-se a aquela emoção
o tempo parou
 nada definiria a sensação, acredito que por um estante tive aquilo que chamarei de surto , eu sabia mais que o próprio saber
eu estava acima do bem, do mau, do certo e do errado, eu acabava de descobri a perfeição, talvez jamais poderei explicar
 talvez ninguém vai me entender, mas não quero explicar,
 apenas quero ter isso dentro de mim
 Duas palavras repetidas , faladas de boca interpretada pelo coração de forma idênticas com peso que só a alma sente, cinco letras de um grande alfabeto que parecem ter sido escolhida a dedo,
palavras muito ditas, mas pouco sentida,
jamais havia sentido a perfeição a qual ela deriva
,pude repeti-la de forma simples e verdadeira como talvez nunca fiz Pai Te amo, Mãe te amo

Ponto final reticências e tal (amizade)

Ponto final reticências e tal (amizade)


Não sei se anjo ou demônio
Filho do mundo
Órfão da sociedade
O andarilho do mundão        
Julgado,intitulado idealiza seu próprio sistema
Anda por onde a vida levar
                                                        
Predestinado caminhante
De destinos e caminhos certos ou errantes de um certo andarilho    

Fazendo-se levar por onde deseja ir                 
Desapegado de algo ou de alguém,
um anjo em castidade sempre recluso do prazer
demônio de fato sem do próximo depender
o singular da pluralidade normal
afilhado da terra sem privações
escravo das emoções

Politicamente correto

Politicamente correto

Liberto-me das correntes fincadas há terra
Desprendo-me de tudo ao que fui submetido
Lamento-me em ofensiva  aos principios
Serei réu dos meus próprios valores
Atacarei sem receios aos q meu caminho cimentar-se
Baseia rei no existencial, coerente, dos ideais formalizados em meu intimo, enalteçarei-o
Prepotente, arrogante para nunca ser piedoso aos q a mim  ferem, dizendo-se filhos da religião, guerreiros de coração
Ira , raiva 
Ódio a indiferença da sociedade a qual julga-nos filhos sem pátria , escravos da solidariedade , numeral da miséria, escadas da burguesia


O NARIZ DO PALHAÇO

O NARIZ DO PALHAÇO

Por favor,
Homem revoltado
Homem ludibriado
Homem usurpado
Homem ignorante
Homem passivo
Homem covarde,
Deixa este Nariz aí!

Tira este Nariz do rosto!
Este Nariz é do Palhaço.
Faz parte da alma dele.
Não é utensílio de fracos.
Respeite-o.

Quer protestar?
Vai a luta!
Mostra a tua cara,
Não a do Palhaço.

Quer fazer greve?
Mostra a tua cara não a do Palhaço.
Quer reclamar do governo?
Quer reclamar dos bancos?
Quer fazer uma revolução?
Quer mudar o mundo?
Mostra a tua cara.
Não a do Palhaço.

E se conseguires alguma transformação,
Aí sim, o Palhaço te concederá o seu Nariz.
Mas o Palhaço não é esta frouxidão que tu és.
Não te confundas com o nobre Palhaço.

Há muito ele é o condutor da alegria,
Da sensibilidade, da liberdade, da emoção,
Da docilidade e da verdade também!
Ele não se oculta como tu.
Há muito habita o universo mágico da pureza
E por isso é tão sentido pelas crianças.

O Palhaço não é aquele lado teu que foge de medo,
Que não enfrenta a luta nem se expõe.
Tira então este Nariz, Homem!
E mostra a tua própria cara.

Pode ser que teus problemas comecem a ser resolvidos.
E quem sabe um Palhaço sorrirá para ti?
Se fores um lutador de verdade.

Pês no Chão

Pês no Chão

Posto-me horizontalmente
Excluso em meus sentimentos
A pouca distancia do chão
De sentimentos poucos
A proximidade é longínqua, as emoções sentidas reais e imperfeitas da duvida concreta e realista, tudo evaporou-se
Foram palavras e olhares profundos e intensos
A verdade do amor torna-se real e temporária de instantes perfeitos
O pequeno movimento trairá os neurônios
Fará do real a inverdade é o consciente humano
A neurose da geralização engloba a minha existência
Hergo-me da horizontal
Faço-me vertical...

Os conceitos das pessoas

Os conceitos das pessoas

“Diante dos fatos da vida
 a religião nunca é influenciada
mas sempre influencia”

Ontem hoje e Talvez amanhã!

Ontem  hoje  e Talvez amanhã!


“Dor e solidão
Angustia e desepero
Há tempos isso se estende na vida
A solidão dói ,dói de mais!
O coração esta ferido
O brilho esta sem luz a alma esta triste
A perda o remorso
Algemam -me junto a angustia e a tristeza
A prisão chama-se solidão
Foram anos para ter o que tivemos
Segundos para perder o que conquistamos
Quando penso ter vencido logo vejo-me
Triste e enfraquecido!
Tudo conquistado torna-se perdido
Inconquistável
A vida é de pobreza
O ideal é um amor
Viver e vivenciar sonhos e emoções
A dor da solidão enfraquece minha alma”


Onde está!?

Onde está!?

“O amor é um punhal com dois gumes fatais
Não amar é sofrer
E amar é sofrer mais “

Confesso querer amar
 Confesso !queria encontar
Não sei onde procurar
Acho melhor esperar
Pois a hora é para pensar
Foram muitas cabeçadas
Até poder andar.
Sonhos viraram ilusões
E o amor passou a magoar
Mentiras fizeram feridas
Que demorou a cicatrizar.
Por fim
Creio no amor
Mesmo sabendo q posso me magoar
Acredito que quem amou um dia
Jamais deixará de amar”

Olhos !

Olhos !

“Fecho os olhos
Não vejo o que ilumina
Não há luz
Diante dos olhos existe  vida
Existe um mundo que pode ser visto por todos os olhos da mesma maneira
Dentro dos olhos não há uma  mesma visão
Lá existe cada um de si na sua própria individualidade e existência
Derrepente cheguei  a me achar um Deus
Vejo de olhos abertos tudo o que acontece
Vejo a vida terrena
Vejo um mundo nú
Vejo um mundo cheio de valores terrenos
Fecho os meus olhos
Mais uma vez me sinto um Deus
Escolho a escuridão mentirosa  ou  enxergo a luz das verdades doloridas”

Continua ...

O vasto conhecimento na busca insaciável pelo saber de portas em portas atravessei
Sem licença entrei
Duvidas motivaram a curiosidade de adquirir o saber

...

Entre minhas mão sinto a essência concreta e petrificada de forma variada, por entre as palmas das mãos e dos dedos eu a fecho na certeza de segura-la pela minha satisfação, neste instante observo rapidamente por entre os vãos dentre os dedos se evaporam,  assim como na vida fica a vivencia  de ter podido um dia ter sentido a vida por dentre as mão

O que vai ser ?

O que vai ser ?


Da duvida que não se sabe
O ser que ainda não somos
A estranha relação do não ser o próprio instante idealizado
Faz do sentido não ter direção
A certeza incerta de fatos complexos e extensos do surgimento ao termino
( relatando sobre a vida certezas incertas)
A velocidade temporal, ilustra-nos a idéia de sentido e direção da pluralidade de lados que talvez cheguem ao fim infinito de sentidos e direções

O Perfeito da Imperfeição

O Perfeito da Imperfeição

Chamados deficiente, intitulados imperfeitos .
Muitas vezes abençoados por não ter sentidos.
Talvez melhor seria não falar, ser mudo assim não feriríamos
Talvez não ouvir ser surdo ou até mesmos não enxergar ser cego para não  ver tudo o que vimos
Talvez a morte. A inexistência seria uma existência longe de comparar perfeito e imperfeito um fato medíocre
Sem sentidos eliminaríamos a dor sentida
Os imperfeitos são perfeitos

O ensaio...

                O ensaio...


“A repetição leva a perfeição,
a exaustão impede a criação”

O Descontrole sem sentido a ira sem motivo

O Descontrole sem sentido a ira sem motivo

Raiva, ódio, ira
O ocultismo ocultados
Do caminho da destruição, que se destruam e assim faça=se o pó
Que do pó se faça o próprio pó
Materializa-se o sentimento do oposto e do contrario
Ao certo que é sempre incerto
Ao fim que é sempre infinito
A verdade que esta na mentira do real e ilusório
Da nada se admite a que pode ser sentida
De um mundo verdadeiro e todo estabelecido

No bar pode ser a hora

No bar pode ser a hora


Hoje é preciso ligar
Plugar o dia prefeito
Do instante imperfeito
Do pouco tempo restante
Da confusão turbulante
Do momento que nunca chega, e um dia chegara
Sempre de surpresa, por mais que tente não se enganar
Apenas ela sabe a sua hora
Chega ao imprudente como chega ao cuidadoso

No bar em busca

No bar em busca

Seres imperfeitos
Simpáticos, carismáticos
Afetuosos como um cão
Rápidos como um gato
Livre como um pássaro
São estes seres que descendem do animal
Que como um leão vão direto a caça, da sede jamais saciada, camuflada por problemas, neuras e crises sociais
Assim como a caça é o motivo do caçador
A presa é o motivo da caça
O sexo é o inicio, o meio e o único fim

No bar a poesia e a mentira 2

No bar a poesia e a mentira 2

De que valeria falar diversas palavras
Copiar poesias
Ludibriar as idéias
Manipular sentimentos
Relatar a mentira

No bar a poesia e a mentira

No bar a poesia e a mentira


De que valeria falar diversas palavras
Copiar milhares poesias
Declamar diversos autores
Pregar varias filosofias
A minha verdade de nada valeria

No bar

No bar

Trabalho com arte
Não há chefe
Não há patrão
Não há vínculos
Trata-se de arte
Pura arte
Sem compromisso com a busca do certo, sem o receio do errado.É arte
Passa o que tem que passar
Toca a quem sentiu-se tocar
Esta é a arte do período neolítico.O período antes de Dimas (o primeiro ladrão )
Pôs neolítica ou período pós USA
Ainda sou da arte e trabalho com arte
Não tenho patrão
Então não sou profissional
Não tenho responsabilidade com o medo do errado ou com a busca do certo
Não sou um ator qualificado
O período pôs neolítico da arte é o período sem essência
É o período sem verdade
É o período da humanidade rendida ao dinheiro a caminho do fim, não do fim do mundo, mas do fim da pureza da verdade quem sou eu ?...bom sou um dinossauro da arte um  fossel querendo ser encontrado para ser ouvido, um fossel em processo globalizado que será atualizado
Um fossel que no futuro distante será encontrado
Como um fossel da era pôs neolítica ou pôs USA

Morrer vivendo viver morrendo

Morrer vivendo viver morrendo


“Viemos para o mundo sem entender a vida e nem
Compreender a morte,nascemos para viver e morremos para nascer”

Molhante concretizado

Molhante concretizado
Por onde passa deixa seu rastro úmido,molhando
 talvez brilhante  para os emocionados
Traça um caminho coerente com a sua  própria vontade
as vezes seguidas de outras e em muitas solitárias
 em percursos únicos e inéditos de caminhos a seguir seu passado presente um dia rastreado com pegadas consistentes de mais uma vez uma visão emocionada possibilita um caminho e se paga com o tempo curto ou longo deixando marcas emocionadas ou apenas por ser gotas passadas , expressão momento presente ou passado em muitas  ante vê algo esperado ,
traça a linha do tempo desmistificado o novo ,o velho  e o jovial a este não se agrega experiência  q não seja por ele unicamente expressado
 unifica o bonito e o feio o alegre e o derrotado se faz como passagens para o início de um fim esperado
 expressa talvez um fim de um começo inesperado

Menosprezo

Menosprezo



Odeio a existência da ferocidade
Essa mesma que ofende e defende
Desprezo a alta classe
A quem as vezes me humilho
Mas nunca escravizo
Como eu disse odeio ;
A ferocidade
Venero a humildade
Admiro a coragem
Assim defino a luta contra o sistema

Me levantando

 Me levantando

Sinto falta e muita saudade, minutos parecem horas
A presença que me cativa
Distancia que me incomoda
Sorrisos que me alegram
Os papos que me distraem
A ausência que me machuca
Saudade é o que sinto
Os olhos falam por si
O jeito moleca é apaixonante
Fogo que queima de tesão
É um bem querer
De quem deseja um bem
Adolescência difícil, de tropeços e acertos
Alegria incomparável
De estilo diferente
Segredos e vivencias que são ocultado
Coração grande e jeito indomável
Espírito jovem astral elevado que vive mascarado

Mártir

Mártir
Vejo aquilo que mais não quero ver
O martírio de se doer
Sentindo-se errado diante de fatos vivenciados
Mátirizar-se diante de erros quem sempre vêem a acontecer
Vivendo no moralismo que nos julga sem saber  porque
Estamos padronizados a não mais viver
O moral e o ético nos fazem sofrer
Auto destrutivos os martirizados são condenados
O padrão foi colocado
Agora só nos resta saber
Se viveremos em exílio
Ou se seremos executados
È preferível ser moral
Ou viver no pecado ?

Idade

Idade
Não sinta-se superior pela minha menor idade
Nem sinta-se favorecido pelo menos tempo que vós tem
Pois pelo pouco q viveu, por isso eu já passei
E se tem mais tempo q eu talvez por essa passarei

Ganância obsecante

Ganância obsecante

Na meiguice da ingenuidade religionizaram um Deus perfeito na carne magnífico e supremo no espírito.
Obscuro e obsoleto quanto a imperfeição .
Deus onipotente , onisciente, onipresente materializado pela carne ,um mero mortal .Perfeito e pregado como puro, livre dos valores e conceitos humanos  assim é o chamado Jesus ! Filosofados pelos hipócritas como um ser abdicado dos prazeres da carne
O homem mentiroso criou o ser que é o seu próprio criador é a ousadia e ganância da caça querendo comer caçador
Blasfemo! A Blasfêmia é fatídica errante ilusória, jogo de palavras ou mera heresia religiosa .
Homem um ser ousado explora com perspicácia e raciocínio o próprio criador